NA SUA PRIMEIRA COMPRA GANHE 10% DE DESCONTO - USE O CUPOM PRIMEIRAUNNA
NA SUA PRIMEIRA COMPRA GANHE 10% DE DESCONTO
USE O CUPOM PRIMEIRAUNNA

2012, Bianca percorria cada canto de Londres, enquanto Carol, até então estudante de moda no conceituado instituto Marangoni, passava horas e mais horas dividida entre moldes de roupas e provas de queijos e vinhos, um dos seus programas preferidos junto a turma que fez na cidade.

Elas tinham em comum a curiosidade, à vontade de se aventurar, do novo, de descobrir, e aquela energia, uma energia que ainda não sabiam dar nome... Elas se esbarrarem era questão de tempo, e no meio da nublada LDN aconteceu esse encontro solar, minutos de conversa, uma sessão de vinho marcada, e se enxergaram. Mais do que se olhar, passaram a enxergar desde o primeiro segundo uma na outra a leveza aliadaa o comprometimento que só o universo feminino sabe reconhecer.

Retornaram ao Brasil com esse laço eternizado e partiram para novas descobertas, seguras de que tinham uma a outra por todos os caminhos que viriam a seguir.
Tendo a Califórnia e o seu por do sol furta cor como ponto de chegada, elas foram até o seu destino, porém alcançaram anos luz em questão de despertar para consciência pessoal e coletiva.

Perceberam juntas que existiam outras engrenagens, das quais os termos “consumir e hábito” se tornariam parte de uma missão. No retorno ao Rio de Janeiro, o momento de definição de carreira caiu como uma luva: criaram juntas a UNNA, no movimento de enxergar umas as outras acolhendo na condução para o autocuidado, o amor próprio e o caminho para a beleza natural.

 
 
 

Concentradas nas experiências que viveram juntas e que gostariam de compartilhar, elas chegaram ao conceito de clean beauty. Com fórmulas livres de componentes tóxicos e potencialmente alergênicos, além de priorizar uma rotina na qual “menos é mais”, o benefício dessa pegada minimalista traz vantagens como luminosidade e viço instantâneos, além de menos irritabilidade. Tendo resultados tão bons ou até melhores do que os tradicionais.

Nasceram comprometidas com a missão de transformar o mercado com os seus produtos, onde a segurança é um atestado de qualidade, a eficácia se faz presente em qualquer embalagem, os termos cruelty-free, “beleza holística” e “dermatologicamente testado” são

pontos de partida essenciais para criação de qualquer produto. Eles te acompanham no “at home spa” para que em qualquer momento do dia, a qualquer necessidade de se sentir conectada, você consiga acessar todos os itens para um ritual diário. Acreditamos que corpo, mente e espírito estão conectados e a ideia de tratar cada sistema individualmente não faz parte dos nossos planos.

Aqui a unidade fala mais alto.

É assim que o nosso produto funciona, seja na pele, seja no ambiente, a energia dita a demanda e elabora com vigor os pontos onde o nosso produto deve agir.

 
 
 

Convictas de que a vida só faz sentido se vivida com o brilho nos olhos, elas criaram a UNNA com a finalidade de somar dividindo. Mais do que uma marca de produtos de beleza, a força motriz é o empoderamento feminino.

Uma empresa feita por mulheres, para mulheres. Na seara da beleza, elas acolhem umas as outras e se dão o devido tempo, ele aliás se mostra coadjuvante na busca por um caminho onde o sagrado feminino dita as as únicas regras que são bem vindas: o bem estar, o respeito a si mesma, ao próximo e ao meio ambiente.

A busca por uma visão ampla e madura sobre os padrões que permeiam a nossa existência também

fazem parte do alicerce da marca, com a autoanálise sempre permeando as experiências em busca de questões relacionadas ao universo feminino nos dias atuais, mais do que fabricar produtos para mulheres, a UNNA cria experiências que as valorizam em todos os aspectos, desde a quebra de hábitos de consumo que comprometem o meio ambiente até rituais energizantes.
UNNA acredita na potência feminina, acreditando em si mesma.

 
 

Quando nós enxergamos, lá atrás em Londres para todo esse processo que aconteceria em dupla, e alguém me perguntasse se eu aceitaria viver tudo isso do lado da minha sócia, eu diria na mesma hora que sim! Mil vezes sim! E acho que ela diria o mesmo!
Talvez por que o que antecede a sensação de enxergar a outra seja a gentil percepção de enxergar a si própria, com todos os seus defeitos e qualidades. Acolher e aceitar. Se olhar no espelho satisfeita e feliz pelo corpo que habitamos.

Nada é tão aprisionante quanto não se aceitar, e não existe nada tão libertador quanto se olhar no espelho e se sentir confortável e amar o que vê.
Depois do nosso primeiro encontro, de forma simples e suave, Bianca e eu caminhamos por aventuras e

descobertas que nos levaram a experiências e uma única convicção: não dá pra perder tempo com padrões estéticos pré estabelecidos. Precisamos e devemos nos sentir confortáveis e únicas, é o que somos. Sim, somos mulheres, e conhecemos o péssimo hábito de nos compararmos com outras mulheres, e a proposta é não entrarmos no automático, e cair nessa armadilha. A inversão de valores que a elevação do físico representa nunca nos fez bem, e não precisamos de estudos ou movimentos de belezeas que comprovem isso. Se olhar no espelho deveria e deve ser um ato de amor, que ele favoreça nossos melhores ângulos. E pra todos os ângulos que venha favorecer, que o nosso amor próprio seja um deles.

Carol Romeiro